Blog Ladeira Bijuterias

Cor de rosa: Feminilidade e moda

Cor de rosa: Feminilidade e moda

18/09/2018 16h00 | BY Admin Ladeira Bijuterias
0 653

A cor rosa e suas variações, popularmente associados às mulheres, possibilitou, e continua possibilitando, diversas possibilidades para o mundo da moda, dos acessórios e das bijuterias.

Existem diversas possibilidades de se utilizar essa cor tão emblemática, alguns preferem de forma mais discreta, com tons mais fracos ou com apenas uma peça ou outra duas com a coloração específica, por outro lado, algumas pessoas preferem a extravagância e optam por utilizar os tons mais fortes possíveis da coloração rosa em seus looks, chamando muita atenção.

O rosa também costuma ser usado nos cabelos, e assim como nas vestimentas, pode ser ostentado de forma mais discreta, com algumas mechas em tons claros, ou de uma forma mais chamativa, com o cabelo completamente tingido pela coloração.

Cor de mulher?

A cor é tão presente na vida feminina, que começa desde a infância a fazer parte da vida das mulheres. Indo mais além, é possível afirmar que a cor rosa é presente na vida das mulheres mesmo antes que elas nasçam.

Muitos pais compram todo o enxoval da criança assim que descobrem o sexo do bebê, o que normalmente acontece entre a 8ª e a 13ª semana de gestação, e é muito comum basear a cor do enxoval e da decoração do quarto do bebê de acordo com o sexo, sendo a coloração rosa para meninas e azul para meninos.

Apesar da psicologia das cores explicar muito sobre as sensações que cada tom provoca no cérebro humano, não existe uma explicação científica para que o rosa seja associado às mulheres e o azul aos homens. Tudo esse diferencial na preferência entre cores para homens e para mulheres não passa de uma construção social.

Até os primórdios da Primeira Guerra Mundial, era comum que os bebês fossem identificados por suas roupas brancas, o que posteriormente mudou para cores em tons pastéis.

Quando um pouco mais velhas, a ideia era inversa a que temos atualmente. A cor rosa era associada aos meninos, pois remetia a ideia de força e decisão, pois a cor rosa deriva do vermelho, que é a cor do sangue e da virtude. Era como se o rosa fosse uma versão infantil do vermelho. As meninas, por outro lado, eram vestidas de azul, que era associado com amor e delicadeza, assim como o céu, que transmite paz e tranquilidade.

Mesmo que houvesse uma justificativa, o fato é que mesmo naquela época, a determinação de escolha das cores era incentivada pelo comércio europeu, mas ainda não era algo massivo como hoje em dia. Na França por exemplo, o azul era associado aos meninos e o rosa às meninas, como hoje em dia, mas em outros países, como Alemanha, Bélgica e Suíça era ao contrário.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, o comércio da Europa e da América do Norte começou a investir pesado nos padrões de cores para as crianças, dando início ao que posteriormente viria se tornar a divisão de cores que vemos hoje em dia. Entretanto, foi apenas nos anos 80 que a “preferência” foi devidamente estabelecida na sociedade.

 

Ouro rose:

Independente da origem de sua popularidade, o fato é que o rosa se solidificou na moda feminina, e hoje é uma tendência que certamente perdurará ainda por muito tempo. Contudo, existem derivações, que podem vir a se atualizar de tempo em tempos.

A maior tendência do momento é o ouro rosé, uma derivação de cor do ouro comum, mas que possui uma composição feita apenas por metais vermelhos, alterando sua tonalidade.

 Jóias feitas de ouro rosé eram bastante populares na Rússia, em meados do século XIX, mas voltou a ganhar espaço nos últimos anos devido a elegância de sua coloração e a todas as possibilidades que essas peças podem gerar quando bem organizadas em um look bem estruturado.

O rose funciona como uma alternativa, quase que um substituto para o branco, que sempre foi uma tendência entre as jóias. O material é muito usado em braceletes, anéis, relógios e colares. Claro que existem brinco e colares mais elaborados feitos a base de ouro rose, mas como estes normalmente tendem a se beneficiar de uma pedra preciosa, o rose acaba não tendo tanto destaque.

 

Para mais curiosidade e informações, não deixe de acessar o nosso blog, onde você confere outras dicas de beleza, tendências, semijoias, bijuterias e muito mais.

Receba novidades e Promoções